Compre os produtos da Weleda no conforto da sua casa !

 


Weleda Brazil

Rua Brig. Henrique Fontenelle, 33
05125-000 São Paulo
Brazil


Os jardins da Weleda

Os jardins de plantas medicinais são uma parte essencial da cultura empresarial da Weleda desde sua fundação em 1921. Além de servir como local para o cultivo de plantas medicinais usadas na produção de medicamentos e cosméticos, os jardins são um espaço para fazer com que as pessoas entrem em contato com nosso lema “estar em harmonia com o ser humano e com a natureza”

Alemanha

O maior campo do seu gênero

Na Alemanha, o maior jardim de plantas medicinais da Weleda fica situado em um planalto ao norte de Schwäbisch Gmünd. Com 20 hectares, essa área também é a maior do seu gênero na Europa. Aqui, a diversidade não tem limites são 260 espécies de plantas cultivadas de forma biodinâmica e 180 destas espécies são utilizadas como ingredientes de medicamentos e cosméticos. Plantas como abrunheiro, hamamélis, espinheiro-alvar e muitos animais, pássaros e invertebrados encontram um habitat nesse campo de cinco quilômetros circundado por cercas-vivas naturais. A riqueza das flores atrai muitos insetos, incluindo os benéficos, como moscas de pairo, vespas parasíticas e joaninhas.

 

Nos campos abertos, nossa maior plantação são as espécies anuais e perenes nativas. Isso inclui 25 árvores diferentes, das quais são colhidas a casca, os frutos, as flores, as raízes ou, até mesmo, plantas inteiras. As plantas medicinais têm melhores condições de vida aqui, em comparação com locais completamente silvestres, devido ao tratamento especial para o solo, incluindo preparações naturais e a atenção cuidadosa de jardineiros. Aqui, o solo fértil da região da fronteira dos Alpes Suábios faz com que a vida prospere nesse jardim de março a outubro. Já a colheita começa nos primeiros meses de inverno, com as raízes de celidônia e angélica.

Plantas e solo como um só

Nossos jardineiros enxergam as plantas e os jardins como um único organismo. Eles prestam atenção nas complexas relações entre as plantas e os tipos de solo, promovem o crescimento , são proativos e criativos onde a natureza precisa de apoio. Por exemplo, a samambaia cresce protegida sob um túnel de sombra criada pela Fallopia no jardim Weleda, para que ela tenha as mesmas condições de luz que encontraria em seu habitat natural na floresta.

Jardins por todo o mundo

Embora nosso maior jardim de plantas medicinais fique localizado na Alemanha, também temos jardins na Inglaterra, França, Suíça, Holanda, Argentina, Nova Zelândia e no Brasil.

Inglaterra

Nossos jardins ingleses de Ilkeston, no Condado de Derbyshire, ficam mais bonitos durante o verão com a florada laranja da calêndula.

Os caminhos nesse jardim da Weleda não conduzem para canteiros de flores abundantes, mas sim para pequenos lotes naturais com um charme próprio, reservado e modesto.

 

O jardim está localizado em um distrito afastado do centro Ilkeston, que se expandiu durante a Revolução Industrial e prosperou durante muitos anos graças à mineração e indústrias relacionadas. Hoje, o terreno sofre com os efeitos desse legado industrial. A chuva excessiva cria um solo úmido e pesado, que não é ideal para o cultivo de plantas medicinais. Mas, com o tratamento para o cultivo biodinâmico, esta terra se transforma em solo fértil e, ao mesmo tempo, permite que a história da região ainda possa ser vislumbrada por todo o jardim.

França e Suíça

Um grande número de espécies de plantas medicinais diferentes em um espaço pequeno traz uma abundância de cores durante o período de floração. Os jardins da Weleda em Arlesheim, na Suíça, perto de Basileia, e em Bouxwiller, na França, perto de Huningue, estão ao lado das sedes e instalações de produção dos dois locais.

 

O jardim de Bouxwiller é uma ilha de biodiversidade em um mar de agricultura convencional. Aves, insetos e anfíbios se sentem em casa neste paraíso de lagoas, muros de pedra seca e árvores frutíferas, neste terreno de 1,5 hectare contornado por cercas-vivas silvestres.

 

Um pouco de zona rural

Apesar do tamanho da área, são cultivadas até 70 plantas medicinais no local. O jardim na cidade suíça de Arlesheim é rodeado por uma floresta e 40 hectares de terras aráveis orgânicas. A variedade de espécies no campo contrasta com as grandes fazendas orgânicas da vizinhança. Apesar da proximidade de Basileia, este lugar parece um pedacinho da zona rural.

Desde nosso início, o cultivo próprio de plantas medicinais tem sido uma das fontes de suprimento das plantas frescas e secas que são os ingredientes básicos de nossos medicamentos e cosméticos. Por meio da agricultura e do cultivo biodinâmico, nos certificamos de que nenhum pesticida ou outra substância tóxica entrem em contato com nossos preciosos ingredientes. Mas não é apenas o que deixamos de fora de nossos jardins os elementos que fazem parte do cultivo são de igual importância. A gestão da compostagem ajuda a desenvolver a vida ativa no solo, e preparações especiais com estrume de vaca e ervas com propriedades nutritivas como dente de leão e valeriana contribuem para aumentar a fertilidade da terra.

Holanda

O vento traz o cheiro de sal do Mar do Norte, enquanto as cercas-vivas e arbustos protegem o jardim dos fortes ventos do litoral. A sensação é de que este jardim holandês no meio de um parque industrial é um oásis, que oferece um refúgio ideal para insetos e pássaros ao mesmo tempo que promove a biodiversidade. Em seu um hectare de extensão, o jardim tem uma enorme variedade de plantas medicinais.

Mais de 200 espécies de plantas são cultivadas aqui. A estrutura do solo pesado é melhorada com compostagem mineralizada e, para atender os requisitos especiais de algumas plantas, o solo é variado, do pesado ao leve, do molhado ao seco, da terra rica em nutrientes a uma com baixo teor de nutrientes.

Uma estufa aquecida também é usada para o cultivo de algumas plantas medicinais tropicais. Quase todas as plantas necessárias para os produtos Weleda são cultivadas aqui.

Os jardins da Weleda são mantidos como um habitat natural rico, com cercas-vivas e nichos ecológicos que servem como lares para insetos benéficos. Ao acolher essas criaturas em nossos jardins, ajudamos a manter a autorregulação e evitar a propagação de pragas e doenças. A diversidade das plantas contribui também para a estabilidade ecológica, além de garantir que pólen e néctar estejam sempre disponíveis para os insetos.

Brasil

Terra de origem vulcânica

Localizado a apenas 30 minutos de carro da metrópole de São Paulo, o jardim de São Roque parece outro mundo. As variadas plantas sentem-se em casa nesta terra vermelha.

O jardim é situado perto da Serra do Mar, uma região abençoada com uma floresta tropical montanhosa ao longo da costa sudeste brasileira.

A cidade de São Roque já fez parte da rota principal percorrida por imigrantes portugueses, italianos, japoneses e alemães ao longo do século XX, em direção ao Paraguai e à Bolívia. Eles trouxeram uma tradição especial e diversificada do cultivo de frutas e vegetais. Ainda hoje, São Roque é famosa por sua boa comida e vinho produzidos em pequenas fazendas familiares.

O jardim foi criado na década de 1980, em um pedaço extremamente fértil de terra de origem vulcânica. Fica próximo a um pequeno lago, rodeado por fazendas e floresta que prometem paz e diversidade para qualquer um que encontra seu caminho vindo da atribulada região metropolitana.

Argentina

1.200 metros acima do nível do mar, cercado por pastagens e entre ricas coníferas e florestas mistas, o jardineiro Jorge Giusto cultiva seu próprio jardim farmacêutico na região de Córdoba, no coração da Argentina.

Este jardim da Weleda não foi planejado em linhas retas e organizadas. Em vez disso, as plantas medicinais, como a prímula, equinácea, berberis e samambaia convivem casualmente em meio à paisagem existente. Árvores antigas fornecem sombra durante os meses quentes de verão, e um riacho serpenteia os 12 hectares de jardins floridos.

 

Cerca de 70 espécies de plantas medicinais são cultivadas aqui e a colheita é transformada em medicamentos pela própria farmácia de Jorge, localizada em Buenos Aires.

Nova Zelândia

Ao pé da Te Mata, na região vinícola de Hawkes Bay, o jardim de Havelock North está localizado na ilha norte da Nova Zelândia.

Cerca de 50 espécies de plantas medicinais são cultivadas neste clima mediterrâneo, com bastante calor ao longo dos meses de verão. Warren Pearce e outros jardineiros neozelandeses trabalham com estes campos de acordo com os princípios da agricultura biodinâmica. A colheita é feita principalmente à mão, evitando o uso de equipamentos agrícolas pesados e isso mantém o solo leve e arejado.

Três vacas fornecem o estrume necessário para melhorar a qualidade do solo, junto com a compostagem adequada. A variedade de plantas é grande, assim como a quantidade de pássaros como o tui, o pombo kereru e o cômico pukeko, responsáveis por ricas e variadas melodias.

Leia mais

Semear antes de colher

Cerca de 75% dos nossas plantas são provenientes de cultivo orgânico ou biodinâmico.

Origem dos nossos ingredientes

De ingrediente para produto final

Destilação, extração ou exponenciação: por meio desses sistemas de tratamento, as matérias-primas naturais tornam-se adequadas para as necessidades humanas.

Produção