Família

Como os pais podem ajudar a saúde de seus filhos

Quando o filho está doente e na cama, é particularmente importante que os pais tomem uma atitude responsável em relação à medicação. O pediatra Dr. Alfred Längler aborda o papel da Medicina Antroposófica e o por que as doenças desempenham um papel importante no desenvolvimento infantil.
Dizem que a prevenção é o melhor remédio. O que os pais devem saber em geral sobre cuidados preventivos?

Dr. Alfred Längler: Acho que é importante que os pais formem suas próprias opiniões sobre a questão da profilaxia. Essas considerações devem começar antes mesmo do nascimento da criança, com apoio de seu pediatra.

O que mais os pais podem fazer pela saúde de seus filhos?

AL: Para mim, a promoção da saúde não deve ser uma abordagem defensiva que encoraje a passividade, no sentido de proteger a criança contra as doenças. Em vez disso, os pais devem tentar moldar ativamente o ambiente de seus filhos, para promover o desenvolvimento de suas próprias defesas naturais. O foco deve estar em como a família conduz sua vida como um todo e ajudar cada membro da família a manter ou recuperar sua saúde conforme necessário. Isso encontra ressonância em como eles organizam suas atividades diárias e semanais, e também como eles passam o tempo juntos, por exemplo, usando decorações de mesa variáveis de acordo com as temporadas. Ajuda a estabelecer um padrão diário, com refeições regulares em grupo e um saudável ritmo de sono. A qualidade nutricional, exercício físico e uma abordagem consciente para o uso de aparelhos eletrônicos também desempenham um papel significativo. Além disso, é importante que os pais confiem na capacidade dos filhos de fazerem as coisas por conta própria, dentro de uma estrutura que os pais definam e que possam monitorar.

Qual é o papel das doenças no desenvolvimento de uma criança?

AL: Em princípio, ficar doente é um pré-requisito para a saúde em longo prazo. Crianças que passaram por doenças mais febris sem tomar remédios para reduzir a febre são menos suscetíveis a asma e alergias. É o mesmo caso da superação das "doenças infantis clássicas", que são assim chamadas porque ocupam um lugar significativo durante a infância e podem ser particularmente perigosas se ocorrerem em bebês, na adolescência ou na idade adulta. Quando uma criança fica doente, o que geralmente é necessário é um bom apoio durante o período da doença, em vez de interromper abruptamente suprimindo seus sintomas com medicamentos combativos. Um sistema imunológico sustentavelmente saudável se desenvolve à medida que supera doenças.

 

 

É importante que os pais confiem na capacidade dos filhos de fazerem as coisas por conta própria.

Prof. Dr. med. Alfred Längler

Quais são as doenças comuns para recém-nascidos, bebês e crianças?

AL: A maioria das doenças que ocorrem em recém-nascidos e bebês está associada à sua chegada ao mundo. Um recém-nascido deve primeiro se adaptar ao novo ambiente, o que pode levar a distúrbios relacionados. Entre eles estão as doenças do sistema respiratório e cardiovascular logo após o nascimento ou nos primeiros dias e semanas, ou desvios de processos adaptativos normais, como icterícia neonatal ou dificuldades na digestão. Mais tarde, muitas vezes há problemas com os dentes, que são frequentemente acompanhados pela primeira infecção febril, geralmente das vias aéreas superiores. Doenças febris são comuns em crianças pequenas, No momento em que eles estiverem prontos para começar a escola, a maioria das crianças já desenvolveu um sistema imunológico forte e entrou na idade de maior saúde. Naturalmente, doenças graves imprevistas podem aparecer em casos individuais em qualquer idade e exigem atenção especial de um médico.

Como os pais sabem quais medicamentos são adequados para seu filho?

AL: Quando um médico prescreve um medicamento, ele tomará cuidado para que seja adequado para a criança. Os pais não devem dar ao seu filho o medicamento que foi prescrito para tratar os seus próprios sintomas adultos sem consultar previamente um médico pediatra, afinal, as crianças não são adultos pequenos. O corpo de uma criança é muito diferente do de um adulto. Seu metabolismo funciona de maneira bastante diferente. Como os medicamentos sem receita médica podem ser adquiridos diretamente na farmácia, os pais devem sempre informar o farmacêutico de que precisam do medicamento para o seu filho. Em caso de dúvida, a bula contém também informações sobre a dosagem correta.

Qual é a diferença entre medicamentos químicos e antroposóficos?

AL: Medicamentos químicos geralmente são desenvolvidos para neutralizar algo, por exemplo, para bloquear um receptor e, assim, inibir um processo metabólico. Desta forma, eles trabalham para "desligar" a doença. Medicamentos antroposóficos são desenvolvidos para ajudar o organismo a se ajudar e encontrar seu próprio caminho para sair da doença.

Os medicamentos com ingredientes naturais são sempre adequados para crianças?

AL: O termo “natural” é frequentemente associado à noção de ser inofensivo ou sem possíveis efeitos colaterais. No entanto, algumas das substâncias mais poderosas que existem podem ser encontradas na natureza. Isso significa que os medicamentos com ingredientes naturais e quimicamente fabricados devem ser cuidadosamente analisados, para saber se são adequados para crianças.

É perigoso para as crianças acidentalmente ingerir um grande número de glóbulos de uma só vez?

AL: Esta questão não pode ser respondida com um "sim" ou "não" geral. Depende de quantos glóbulos foram ingeridos acidentalmente. O ingrediente ativo e a potência também devem ser considerados. Eu aconselharia os pais, em qualquer caso, a observar os sintomas de seus filhos, e, em caso de dúvida, consultar seu pediatra.

 

*Em caso de uso de grande quantidade do medicamento, procure rapidamente socorro médico e leve a embalagem ou bula do medicamento, se possível.

Em caso de intoxicação ligue para o SAC  (0800 722 6001), se precisar de mais orientações sobre como proceder

 

Medicamentos antroposóficos ajudam o organismo a se ajudar e encontrar seu próprio caminho para sair da doença.

Prof. Dr. med. Alfred Längler

Às vezes as crianças têm vários sintomas diferentes. Neste caso, é possível dar-lhes remédios antroposóficos diferentes ao mesmo tempo?

AL: Há uma série de medicamentos homeopáticos e antroposóficos que foram desenvolvidos para tratar vários sintomas de uma doença, como gripe e febre, dores no corpo e fadiga. Mas também pode ser sensato e necessário administrar vários medicamentos ao mesmo tempo. Ainda assim, é importante manter a situação geral em perspectiva, e raramente mais de quatro ou cinco substâncias serão úteis.

Às vezes as crianças têm vários sintomas diferentes. Neste caso, é possível dar-lhes remédios antroposóficos diferentes ao mesmo tempo?

AL: Há uma série de medicamentos homeopáticos e antroposóficos que foram desenvolvidos para tratar vários sintomas de uma doença, como gripe e febre, dores no corpo e fadiga. Mas também pode ser sensato e necessário administrar vários medicamentos ao mesmo tempo. Ainda assim, é importante manter a situação geral em perspectiva, e raramente mais de quatro ou cinco substâncias serão úteis.

Quais são os limites da automedicação?

AL: Sempre que os pais tiverem uma sensação desconfortável sobre a saúde de seus filhos, eles devem levar o filho ao médico. Além disso, por exemplo, se a febre durar mais de três dias, ou se a criança ficar cada vez mais fraca ou apática.

O que os pais devem fazer se o filho se recusar a tomar um determinado medicamento?

AL: Se a medicação tiver sido prescrita por um médico, os pais devem consultar este médico. Pode haver outra forma de dosagem ou preparação alternativa que a criança aceitará mais prontamente. Às vezes, basta administrar o medicamento de forma lúdica ou misturado em algo saboroso, como iogurte de frutas.

Quais são alguns remédios caseiros comprovados?

AL: Há uma série de remédios caseiros comprovados que ainda hoje são usados para tratar crianças doentes. Estre estes estão a compressa de panturrilha, as compressas de ricota magra para abscessos ou as compressas de chá de casca de carvalho para assaduras severas. Entre os “remédios” comprovados também estão chás de ervas medicinais e bálsamos. Dependendo da gravidade da doença, recomendo usar esses remédios caseiros para complementar uma terapia à base de medicamentos e sempre consultar um médico no caso de piora dos sintomas.

Autor

Prof. Dr. Alfred Längler

O Prof. Dr. Alfred Längler é Médico Sênior do Departamento de Pediatria e Medicina do Adolescente do Hospital Comunitário de Herdecke, Alemanha.

Também atua como Professor de Pediatria Integrativa e Medicina do Adolescente na Universidade de Witten/Herdecke.